Produtos - Thermocom Sensores Termopares - Thermocom Sensores Termopares. Termopares, Termorresistências e Instrumentação. Thermocom Sensores Industria e Comércio. Trabalhamos com produtos altamente qualificados. Termopares, Termorresistências e Instrumentação para todo tipo de medição de Temperaturas industrial. Os Termopares, Termorresistências e Instrumentação são dispositivos elétricos com larga aplicação para medição de temperatura. 

"Qualidade e preços compatíveis com suas necessidades"

FONE: 11 4338-5511
11 4339-4477

 

Produtos - Thermocom Sensores Termopares

Definição de Temperatura

1. A medida da capacidade de uma substância, ou mais genericamente de qualquer sistema físico, transferir energia térmica para outro sistema físico. A temperatura de uma substância está intimamente relacionada com a energia cinética média de suas moléculas. Veja também a lei de Boyle.

2. Algumas das várias medidas numéricas padronizadas desta grandeza, são o Kelvin, º Fahrenheit e º Celsius.

3. Calor e temperatura estão estreitamente relacionados, mas possuem conceitos distintos. Calor é simplesmente a energia térmica transferida comumente de um sistema para outro. Temperatura de uma substância, por outro lado, é a grandeza física associada ao estado de movimento ou à agitação das partículas que compõem os corpos.

Por exemplo, um fósforo aceso debaixo de uma panela de água fervente possui uma temperatura muito mais elevada do que a da água, mas é capaz de gerar muito menos calor, uma vez que apenas uma pequena quantidade de energia térmica é criada e transferida por ele.

Quando duas substâncias qualquer com diferentes temperaturas estão em contato, as leis da termodinâmica afirmam que o fluxo de calor flui da substância de maior temperatura para a substância de menor temperatura, elevando a temperatura do corpo frio e reduzindo a temperatura do corpo quente até que o equilíbrio térmico seja atingido, e as temperaturas sejam as mesmas. Assim, a temperatura descreve uma característica da matéria que determina a direção e a amplitude da transferência de calor. Por isso o fósforo com pouco calor, mas alta temperatura ainda acrescenta energia à água quando colocado sob a panela.
Provendo um sistema físico fechado com calor geralmente eleva-se sua temperatura, mas não necessariamente; por exemplo, o gelo a zero grau Celsius requer calor adicional considerável, a fim de derreter o gelo em água a zero graus Celsius.

A temperatura pode estar relacionada com a energia cinética média das moléculas de gases, embora essa relação não se mantenha na maioria dos casos reais envolvendo líquidos, sólidos, substâncias com moléculas maiores, e radiação, sem massa, como a luz.

As duas escalas de temperatura mais comum, Celsius (C) e Fahrenheit (F), são baseados nos pontos de congelamento e de ebulição da água. Na escala Celsius, há 100 incrementos entre os dois pontos, e na escala Fahrenheit 180. Cientistas também utilizam as unidades do Sistema Internacional chamada Kelvins (K). A diferença de temperatura de um grau é equivalente em Celsius e Kelvin, mas suas escalas absolutas são diferentes: enquanto 0 ºC é a temperatura de congelamento da água (a uma pressão de uma atmosfera), 0 K (-273,72 ºC), também chamada de zero absoluto, é a temperatura mínima possível para um sistema, o que representa um estado teórico a partir da qual nenhum calor pode ser extraído.

Escala Internacional de Temperatura (ITS-90) A Escala Internacional de Temperatura foi adotada em 1927 para superar as dificuldades práticas da conversão direta de temperaturas termodinâmicas pela termometria de gás e para unificar as escalas de temperatura existentes. Foi introduzida pela Sétima Conferência Geral de Pesos e Medidas, com a intenção de produzir uma escala prática de temperatura que fosse fácil e precisamente reproduzível e que dessem o mais próximo possível das temperaturas termodinâmicas. A Escala foi revista em 1948, alterada em 1960 (permanecendo os valores numéricos de temperatura de 1948) e revista novamente em 1968 e 1990. A Escala Internacional de Temperatura de1990 foi adotada pelo Comitê Internacional de Pesos e Medidas em sua reunião em 1989, em conformidade com o pedido incorporado na Resolução 7 da 18 ª Conferência Geral de Pesos e Medidas de 1987.



Número Tempeatura Substância a Estado b Wr (T90)
T90/K t90/°C
1 3 to 5 -270.15 to -268.15 He V
2 13.8033 -259.3467 e-H2 T 0.001 190 07
3 ~17 ~-256.15 e-H2 (or He) V (or G)
4 ~20.3 -252.85 e-H2 (or He) V (or G)
5 24.5561 -248.5939 Ne T 0.008 449 74
6 54.3584 -218.7916 O2 T 0.091 718 04
7 83.8058 -189.3442 Ar T 0.215 859 75
8 234.3156 -38.8344 Hg T 0.844 142 11
9 273.16 0.01 H20 T 1.000 000 00
10 302.9146 29.7646 Ga M 1.118 138 89
11 429.7485 156.5985 In F 1.609 801 85
12 505.078 231.928 Sn F 1.892 797 68
13 692.677 419.527 Zn F 2.568 917 30
14 933.473 660.323 Al F 3.376 008 60
15 1234.93 961.78 Ag F 4.286 420 53
16 1337.33 1064.18 Au F
17 1357.77 1084.62 Cu F
Pontos fixos de temperatura da ITS-90

a- Todos, exceto um substâncias 3He são de composição isotópicanatural, e-H2 é hidrogênio na concentração de equilíbrio da orto-e para-molecular formas.

b- Para definições completas e conselhos sobre a realização destes vários estados, consulte "Informações Suplementares para a ITS-90". Os símbolos têm os seguintes significados: V: ponto de pressão de vapor; T: Ponto Triplo (temperatura na qualas fases sólida, líquida e vapor estão em equilíbrio); G: Ponto do termômetro de gás; M, F ponto de fusão, ponto de solidificação (temperatura, a uma pressão de 101 325 Pa, na qual as fases sólido e líquido estão em equilíbrio)


Logo Thermocom

Fone: 11 4338-5511 / 11 4339-4477
email: vendas@thermocom.com.br
R. Monteiro Lobato 201, módulo 2 - Jd Silvina - São Bernardo do Campo - SP

Smart Index Inteligence & SEO - Otimização de Sites